Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

TSE encerra testes nas urnas e diz que ninguém conseguiu fraudar votação

Os técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluíram, nesta sexta-feira (13/5), a última rodada de testes públicos de segurança nas urnas eletrônicas que serão usadas nas eleições de outubro. De acordo com a Corte, os investigadores não conseguiram alterar votos, afetar a apuração ou fraudar qualquer tipo de contagem.

Falhas corrigidas

Os exercícios aplicados em novembro de 2021, fase anterior do ciclo de testes públicos das urnas, geraram sugestões de aperfeiçoamento das urnas, mas não apresentaram falhas em relação a possíveis ataques hackers.

Apenas cinco dos 29 “ataques” ao sistema conseguiram burlar alguma das barreiras de proteção do TSE. Nenhum deles chegou perto de acessar o sistema das urnas ou da apuração. Nesta última rodada, durante esta semana, foram resolvidas todas as cinco inconsistências encontradas pelos especialistas no processo colaborativo.

Mesmo com o risco descartado, o TSE informou ter corrigido as falhas apontadas pelo teste do ano passado. Nesta sexta-feira, os equipamentos já atualizados foram submetidos a novas avaliações dos investigadores.