Um método místico para solucionar problemas

Há um método que tenho usado para tratar de problemas que variam de algum aborrecimento trivial até crises importantes. Ele também está a disposição do leitor, se apenas se dispuser a tentá-lo e permitir que ele funcione a seu favor. Ele será eficaz contra problemas que o leitor possa ter agora ou no futuro. Ele dará resultado mesmo na eliminação de problemas que lhe possam ter parecido insolúveis durante muitos anos.

Embora poucas pessoas tenham conhecimento desse método hoje em dia, nada há realmente de secreto a seu respeito. Ele tem sido conhecido e usado por grandes mestres místicos, e seus discípulos através dos tempos.
Os registros estão á disposição de qualquer pessoa que a ele queira recorrer.
Como todos os princípios de sabedoria e de maneira de viver criteriosa, esse método é essencialmente simples. Ele pode ser descoberto por qualquer pessoa acostumada a pensar de certa maneira. É desconhecido da maioria das pessoas apenas porque elas não se disciplinaram a essa maneira e a certos hábitos de pensar. Quando usado, é absolutamente seguro que ele será eficiente. Ele dará resultado ! Ele funcionará !. Essa é a coisa mais maravilhosa a seu respeito. Ele dará certo para qualquer pessoa que esteja disposta a submetê-lo um teste. A confiança, a serenidade, e a maravilhosa paz interior estão entre seus efeitos.

Tão logo seja compreendido que esse método realmente funciona, a convicção fará com que ele  dê provas , mais rapidamente de sua eficiência.

Para mim ele solucionou um problema muito grave na primeira vez que eu o experimentei, muito embora eu tivesse, então, sérias dúvidas de que ele seria eficaz.

Muito bem, dirá o leitor, que método maravilhoso é esse? Simplesmente, este: A Despeito de qual possa ser seu problema, no instante em que dele se aperceber sente-se e AGRADEÇA A DEUS POR ELE JÁ TER SIDO SOLUCIONADO. Faça isso tão sincera e reconhecidamente quanto lhe for possível. Faça isto mesmo que esteja abalado, amedrontado, ou perplexo e desencorajado com a investida do problema.

Como poderá fazer isso? Suponhamos que o problema se relacione com doença súbita, séria, ou com a morte de um ente querido; que o leitor tenha sido vítima de um revés financeiro; que teve conhecimento de que alguém que amava e em quem confiava mudou de atitude ou traiu-o; que se tornou alvo de maquinações injustas de um inimigo; ou que, por ignorância ou por deliberadamente contrariar seu melhor discernimento, cometeu algum erro terrível que provavelmente lhe custará caro agora ou nos anos porvindouros.

Se o leitor tiver qualquer desses problemas ou outros igualmente graves que tenha surgido de maneira súbita, poderá realmente dar graças por sua solução? Poderá isso fazer mesmo quando nem sequer vislumbra um raio de luz nas trevas que o envolvem? Poderá isso fazer mesmo quando ainda não tenha a mínima quando ainda não tenha a mínima ideia de como as coisas se processarão ?

ESSE É PRECISAMENTE O MOMENTO EM QUE DEVERÁ FAZÊ-LO ! Na verdade, é a ocasião exata em que terá de fazê-lo !
Deverá se recolher em si mesmo com atitude fervorosa e reconhecida, e com a certeza absoluta de que o problema já foi, na realidade solucionado com amor e para maior benefício de todos os interessados. Lembre-se de que a despeito de qual o nome com que adore a Deus, esse poder é onipotente, onipresente e onisciente, e não limitado por tempo e espaço.

Desde o momento em que se sentar como ser humano, limitado pelos elementos do tempo e espaço que afetam o planeta Terra e a própria existência do leitor, o problema apenas começou, e esse começo é parte do MOMENTO que o leitor está vivendo. O fim e a solução do problema estão em alguma parte de um futuro imponderável, no qual lhe diz respeito. Poderá compreender intelectualmente que haverá um fim definitivo para esse preciso problema. Poderá mesmo usar o cérebro e o poder do raciocínio para tentar predizer qual será essa solução. Poderá especular, muito embora seus pensamentos não possam deixar de ser afetados pelas esperanças e temores do momento. A menos que seja dotado com a faculdade de clarividência, contudo, não poderá realmente CONCEBER qual irá ser essa solução.

Poucos de nós possuímos o dom da profecia; mas particularmente, não o manifestamos com a relação a nossa própria vida. Estamos por demais emocionalmente envolvidos para pensar claramente a respeito, mesmo quando tentamos fazer previsão considerando maduramente as coisas.

Esquecemos de confiar e, desse modo não nos contentamos em deixar que a solução se processe como deveria.
Ficamos perplexos, amedrontados, irritados ou ofendido diante de um problema. Quanto mais sério o problema, mais permitimos que essas emoções prejudiciais tomem conta de nós. E isso precisamente que NÃO DEVEMOS FAZER. Quanto pior o problema, mais dispostos deveremos estar para aceitar a solução com atitude RECONHECIDA E AMOROSA.
É muito difícil ouvir a voz interior acima do clamor demoníaco de ódio e medo. É difícil ver através de uma muralha maciça erigida pelo ressentimento, pela confusão e pelo pânico. Tendemos a nos esquecer de Deus sob essa tensão, e tentamos impor nossa própria solução para esse estado de coisas. Interferimos com o padrão de Deus, e apenas conseguimos tornar as coisas muito mais difíceis para nós mesmos do que, de outro modo, eles seriam.

O Segredo maravilhoso para tratar de todos os problemas realmente se reduz a CONFIARMOS EM DEUS, a COMPREENDERMOS, com nossas emoções assim como com a nossa mente, que DEUS é todo- poderoso e todo amor, e que o problema já foi para nós solucionado,
Tão logo isso façamos, muitas coisas começarão a acontecer conosco e ao nosso redor..

Toda situação, qualquer que possa ser, modifica-se, e deixará de nos preocupar o fato de que a solução ainda não foi revelada aos olhos mortais e á mente. Em lugar de dúvidas e temores surgirá uma confiança firme e serena que anulará o poder da crise ou do problema para nos dominar ou destruir. Tão logo sintamos verdadeira gratidão a Deus, descobriremos forças novas para nos ajudar a cumprir a parte que nos compete para promover a solução.

Seremos capazes de nos senta tranquilamente e permitir que Deus nos diga, através da voz interior, o que deveremos fazer,
Isso é verdade, a despeito do nome pelo qual chamemos DEUS ou de como concebamos o Poder Supremo. O método tem igualmente êxito para os membros de todas as religiões, seguidores de todas as seitas, filosofias, dogmas e movimentos para o desenvolvimento espiritual.

Mesmo o Agnóstico que sabe que Deus existe, sem ser capaz de esclarecer ou definir esse poder, ainda pode usar e aplicar o método.

Lembremo-nos de que os mestres da antiguidade pertenciam a muitos credos e religiões. A despeito daquilo em que possamos acredita, de qual senda que prefiramos seguir através da eternidade, O MÉTODO FUNCIONARÁ em nosso favor, do mesmo modo que para eles funcionou.

EDWARD Y. BREESE