Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

VALIDAR ELEITOR SEM BIOMETRIA É CONTRIBUIR PARA A FRAUDE

Raquel Dodge, procuradora-geral da República, se posiciona no STF contra a ação que tenta reverter o cancelamento de títulos de eleitores que não fizeram no prazo o cadastramento biométrico obrigatório.

“Não há voto livre e igualitário sem alistamento confiável de eleitores aptos a votar. A Constituição concede direitos políticos a quem tenha cidadania, o que exige o alistamento eleitoral.”

Ela acrescenta que é justamente “o alistamento eleitoral completo” que garante a segurança das eleições.