Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Variante indiana – Confirmada no Maranhão e com suspeita em Fortaleza

A Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa) foi notificada pela Anvisa sobre um caso suspeito da variante indiana do coronavírus em Fortaleza, capital do estado. No dia 18 de maio foi realizada visita técnica ao local de isolamento do paciente, com equipes técnicas da Vigilância Sanitária do Estado e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), além de equipe de epidemiologia do Município de Fortaleza.

O paciente é um homem de 35 anos que voltou de viagem da Índia no dia 9 de maio. De acordo com a Secretaria de Saúde, após o desembarque, ele seguiu em isolamento e não manifestou sintomas, apesar de dois exames RT-PCR nos dias 10 e 11 darem positivo. Um novo exame, feito no dia 18, deu negativo.

O Brasil identificou nesta quinta-feira, 20, o primeiro caso de coronavírus pela variante B.1.617, identificada originalmente na Índia. A cepa foi detectada inicialmente em um passageiro indiano de 54 anos que embarcou na África do Sul, e mais tarde confirmada em outros cinco tripulantes do navio MV Shandong da Zhi. QUE CHEGARAN AO MARANHÃO

O navio, que navega com bandeira de Hong Kong, mas tem vários tripulantes indianos –inclusive o homem internado em São Luiz -, saiu da África do Sul no dia 21 de abril e chegou ao Maranhão no dia 8 de maio. O navio está ancorado na área de fundeio do porto de São Luiz, foi colocado em quarentena e não recebeu autorização para atracar.