Jorge Roriz – Jornalismo de Excelência

Varíola dos macacos – OMS registra mais de 100 casos

O primeiro caso  suspeito na América do sul, foi registrado na Argentina neste domingo ( 23/05).

Identificada pela primeira vez em macacos, a doença preocupa porque é transmitida por contato próximo e raramente se espalha para fora da África.
Não existe uma vacina específica para a varíola do macaco, mas os dados mostram que os imunizantes usados para controlar a varíola são até 85% eficazes contra a doença.

A organização acrescenta que vai fornecer mais orientações e recomendações nos próximos dias sobre como diminuir a propagação da doença e ainda não se pronunciou sobre a aplicação de quarentenas.

A Bélgica se tornou o primeiro país a introduzir uma quarentena obrigatória de 21 dias para pacientes com a doença.

“As informações disponíveis sugerem que a transmissão de humano para humano está ocorrendo entre pessoas em contato físico próximo com casos sintomáticos”, acrescentou a agência.